Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

Tecnologia Achix
Busca
Busca Avançada
Entrar | Não é cadastrado?
Você está em: Início » Textos » Festival Música nas Montanhas chega a sua 13ª edição

Textos

Festival Música nas Montanhas chega a sua 13ª edição

Evento acontece de 08 a 21 de janeiro

Para quem, há 13 anos, sonhou em transformar uma cidade mineira, famosa por suas águas, na capital brasileira da música erudita a ideia parecia, no mínimo, audaciosa. Mas, chegando a sua 13ª edição, o Festival Música nas Montanhas (FMM) acaba de ser apontado pelas revistas Viva Música e Concerto como o mais promissor do Brasil, depois de ser considerado um dos mais importantes da América Latina. A partir de 8 de janeiro o mais importante centro de música erudita brasileiro tem nome, Poços de Caldas, que, até o dia 21, recebe visitantes de todo o mundo, além das mais diversas regiões do pais.

Com uma agenda intensa de oficinas de todos os instrumentos orquestrais, improvisação e canto, milhares de espectadores lotando salas de concertos, e música erudita levada a lugares inusitados como ruas, igrejas, asilos e hospitais, o evento se consolida e amplia programação. Investindo na acessibilidade do público à música de qualidade e na excelência dos professores a ideia que, em um primeiro momento trouxe à cidade pouco mais de cem participantes, tem movimentado, todos os anos, mais de mil músicos.

Países como Croácia, Estados Unidos, Irlanda, além dos vizinhos na América do Sul, já têm presença confirmada no evento, através dos participantes. Nomes como o de Nelson Ayres, da big band Soundscape, do Ensemble São Paulo, do pianista Gilberto Tinetti, dos violinistas Cármelo de Los Santos e Alejandro Drago, além dos convidados especiais Henri Bok, Luca Raele, Eleri Ann Evans, Agnes Shemeling, Igor Petrushevsky, entre outros grandes do cenário nacional e internacional, integram a agenda. Para o público, a possibilidade de assistir, gratuitamente, às apresentações atrai cadeiras cativas e turistas.

Proposta

De 8 a 21 de janeiro, o evento promove oficinas de aperfeiçoamento em música erudita e instrumental, para todos os instrumentos de orquestra, incluindo percussão, saxofone, harpa e piano, além das oficinas de regência orquestral, coral e improvisação. Também fazem parte do programa oficinas de canto repertório e ópera estúdio. Este ano, a oficina de improvisação em violino, com Luis Mascaro, é a novidade da grade pedagógica. Uma agenda de mais de 40 concertos gratuitos transforma os mais diversos espaços da cidade em salas de apresentações, ao longo de duas semanas.

Contrapartida social

O FMM tem expandido a cultura musical para fora dos grandes centros e incentivado a troca de experiências. A programação, nesta edição, foi ampliada e passa a ser dividia em quatro séries de concertos: Noturnos, Casa da Cultura e Museu, Concertos Acadêmicos, e Concertos Especiais. Esta última tem forte cunho social, com apresentações em hospitais, zona rural, asilos, praças e outros locais onde raramente seria possível imaginar o acesso à música erudita.

Idealizado em 1999, o Festival Música nas Montanhas tem como objetivo unir a qualidade pedagógica das oficinas à possibilidade de ampliar o acesso do público à música erudita.

Direção Artística

Quem assina a direção artística do evento é o maestro Jean Reis. Mestre em Música pela Andrews University e University of Redlands, em Regência Orquestral e violino, Reis atuou como maestro da Orquestra Jovens Solistas do Brasil para a TV Cultura de São Paulo.

Foi maestro e diretor artístico da Orquestra Sinfônica de Poços de Caldas, maestro convidado da Orquestra Sinfonia Cultura e da Orquestra Jazz Sinfônica do Estado de São Paulo. Entre 2002 e 2004 atuou como segundo maestro e violinista dos musicais “A Bela e a Fera” e “Chicago” (Brodway & Disney), em São Paulo. Produziu e regeu, em parceria com o maestro James Brooks-Bruzzese, a Orquestra Arpeggione (Áustria) e a Orquestra Mont Blanc, em 2010.

Esteve à frente da Banda Sinfônica da cidade de Buenos Aires e regeu a Orquestra Filarmônica de Mendoza. Nos Estados Unidos regeu o balé Quebra Nozes. À frente da Symphony of Americas estreou mundialmente a “Sinfonia Brasileira”, de Arthur Barbosa e o “Concerto para Piano e Orquestra”, de Guilherme Bernstein Seixas, com a consagrada pianista Licia Lucas, no Broward Center, em Fort Lauderdale (na Flórida). Em parceria com a Prefeitura Municipal de Poços de Caldas, Reis é o grande idealizador do evento, que atrai estudantes de todo o mundo pela qualidade técnica, tanto de oficinas quanto de repertório adotado nas apresentações da Orquestra Sinfônica do Festival.

Programação

A programação de concertos da 13ª edição do Festival Música nas Montanhas
pode ser integralmente acessada no festivalmusicanasmontanhas.com.br

INFORMAÇÕES À IMPRENSA
Jesuane Salvador
(35) 8865-6420/ (11) 8442-1811
jesuanesalvador@gmail.com
Visualizações: 1.464
Gostou?! Então vote!
  • 0 pessoas votaram Sim
  • 0 pessoas votaram Não
Esse conteúdo foi criado e postado por:
Autorizado por:

Instituto Intercidadania em 11.01.2012 às 13h29

Direitos Autorais:
Este Conteúdo faz parte dos canais:

Este conteúdo tem 0 Comentários

Neste espaço não serão permitidos comentários que contenham palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa. A equipe do portal iTEIA reserva-se no direito de apagar as mensagens.

Deixe um comentário








Parceiros
Cooperação
Integração
Realização
Patrocínio

Ir para o topo