Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

Tecnologia Achix
Busca
Busca Avançada
Entrar | Não é cadastrado?
Você está em: Início » Jornal iTEIA » Saúde da Mulher

Jornal iTEIA

03.06.2014 - 21h22

Saúde da Mulher

Paiva Netto

ampliar Banco de Imagem
José de Paiva Netto

No Brasil, um dos fatores que merecem especial conscientização da sociedade é o elevado índice de cesarianas, procedimento que traz maiores riscos às mães e aos bebês. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que, no máximo, 15% dos partos sejam cesarianas. Por aqui, temos 52%, chegando a 88% na rede privada. Foi o que concluíram a Fundação Oswaldo Cruz e o Ministério da Saúde, na pesquisa “Nascer no Brasil: Inquérito Nacional sobre Parto e Nascimento”, noticiada em 29 de maio.
Bem a propósito, em 28/5, celebramos o Dia Internacional de Luta pela Saúde da Mulher e o Dia Nacional de Redução da Mortalidade Materna. Vê-se que o desafio prossegue. É mais que diário, é de todas as horas. Essa indispensável frente de trabalho consta dos oito Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM) das Nações Unidas a serem cumpridos até 2015. Segundo o 5º Relatório Nacional de Acompanhamento dos ODM, apresentado pelo governo brasileiro em 23/5, houve significativo avanço em nosso país na redução da morte materna. O número, que em 1990 era de 143, passou, em 2011, para 63,9 óbitos a cada 100.000 nascimentos. Contudo, provavelmente não conseguiremos atingir a meta de 35 óbitos de mulheres no decorrer da gravidez, do parto ou até 42 dias após nascer o bebê, conforme publicou o “Jornal de Brasília” (24/5).
É indicativo de que um esforço maior precisa ser feito na busca de soluções ou correção de rumos. Mas não permitamos esmorecimento, pois, com o real compromisso de todos, até o considerado impossível pode ser realizado.

DESEMBARGADOR LIBÓRNI SIQUEIRA
“Não sejamos felizes sem que outros o sejam também”. Essa frase do desembargador Libórni Siqueira, que lhe inspira a própria existência, guarda afinidade com todos os seres humanos de bem que desejam construir tempos melhores para as populações.
Nosso amigo preside a Associação de Solidariedade à Criança Excepcional (ASCE), a Faculdade de Reabilitação da ASCE, no Rio de Janeiro, e o Centro Educacional Integrado (CEI), em Duque de Caxias/RJ.
Recebi dele um exemplar do meritório livro “Liturgia do Amor Maior”, cujo conteúdo nos revela a generosidade de sua Alma. Assim me endereçou: “Ao nobre Mestre dr. Paiva Netto, nossa homenagem à sua cultura e relevante solidariedade humana. Receba o fraterno abraço do Libórni Siqueira. 29.5.14”.
Gratíssimo!

AMBIENTE DIFERENCIADO
Recentemente, o Centro Comunitário de Assistência Social da LBV, em Brasília, ao lado do Templo da Boa Vontade, recebeu a visita do tenente-coronel-aviador, Mauro Rogério, da Força Aérea Brasileira (FAB). Ao conhecer as dependências e as atividades socioeducacionais ali desenvolvidas, entusiasmado, ele interagiu com as crianças e as incentivou a nunca desistirem de seus sonhos. E fez este comentário: “Percebi disciplina, ordem e respeito quando cheguei aqui. Todas as crianças, sem exceção, veem no professor uma autoridade. Esses valores que a LBV tem passado estão se perdendo por aí. É um ambiente diferenciado e existe um trabalho muito nobre sendo feito aqui”.
Seja sempre bem-vindo!


José de Paiva Netto — Jornalista, radialista e escritor.
paivanetto@lbv.org.br — boavontade.com

Este conteúdo tem 0 Comentários

Neste espaço não serão permitidos comentários que contenham palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa. A equipe do portal iTEIA reserva-se no direito de apagar as mensagens.

Deixe um comentário








Parceiros
Cooperação
Integração
Realização
Patrocínio

Ir para o topo