Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

Tecnologia Achix
Busca
Busca Avançada
Entrar | Não é cadastrado?
Você está em: Início » Áudios » Arapuê

Áudios

Arapuê

Tocando:
Tempo:
Visualizações: 1.919
Gostou?! Então vote!
  • 10 pessoas votaram Sim
  • 0 pessoas votaram Não
Descrição:

Em 1982, inspirado escreveu o poema Arapuê (dez anos antes da Rio – ECO 92) e nada mudou... um alerta sobre a destruição da Amazônia. É uma das faixas do seu primeiro LP, gravado e lançando em 1987, no Centro Cultural Vergueiro em São Paulo.

Investida pelo empoderamento musical, ouso compartilhar a música que já deveria ser conhecida de todos nós, por ser um grito de alerta há 27 anos. No primeiro LP da Banda TerrAmérica (1987), criada por Paulinho Rodrigues, divulgou a música Arapuê (composta em 1982 e 3º. lugar do Festival Itaú 1983). Observem que dentro da palavra Amazônia tem o verbo AMAR: Arapuê  “Oh! Floresta MadressilvaComeço sem fim

Esse conteúdo foi criado por:
Autorizado por:

Waku'mã Produções Artisticas e Culturais em 22.07.2009 às 14h06

Direitos Autorais:
Todos direitos reservados (Copyright) Todos direitos reservados
Este Conteúdo faz parte dos canais:

Este conteúdo tem 3 Comentários

Neste espaço não serão permitidos comentários que contenham palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa. A equipe do portal iTEIA reserva-se no direito de apagar as mensagens.

  1. José Tavares comentou:
    em 09.11.2014 às 09:02

    Oi Alba muita saudades de cvs. e dessa época. bjs,

  2. SAMIA REGINA CARDOSO DA COSTA comentou:
    em 24.04.2015 às 19:24

    ALBA O QUE FAZER PRA REVIVER ISSO!

  3. DEOLINDA RODRIGUES DA SILVA comentou:
    em 16.06.2016 às 11:14

    É u'a emoção indescritível desta mãe, para se expressar em palavras, tanto a poesia dos versos quanto a da melodia e desse vocal maravilhoso, especialmente, quando a canção expressa a realidade dramática de nossa amada Amazônia, mas, poeticamente contada por seu filho Paulinho Rodrigues que é um apaixonado por essa região que lhe serviu de berço.
    Parabéns, ao meu primogênito Paulinho, com mil bênçãos e beijos da mamãe curujona que tanto o ama.
    Deolinda (Dinda)

Deixe um comentário








Ir para o topo